Batismo no Espírito Santo e o nas águas X Ef. 4:5 (há um só batismo).

Para a maioria dos crentes em Cristo existem 2 batismos, o batismo nas águas e o batismo no Espírito Santo e que muitos acham que o primeiro é alcançado através de um mergulho em uma piscina dentro de uma Igreja ou um rio e que o segundo é um dom de Deus que só alguns crentes conseguem receber, que “só os mais fortes conseguem ter o batismo no Espírito Santo” como disse um Pastor bem conhecido na mídia uma vez.

Mas porque em Efésios 4:5 diz que há um só batismo? Já vamos chegar lá. Se os dois batismos, o do Espírito Santo e o nas águas, tivessem valor, nesse versículo estaria escrito “Existem 2 batismos”.

Mas na verdade está escrito que existe um só batismo, ou seja, só um dos batismos possui valor. Seria o batismo nas águas ou o batismo no Espírito Santo?

Se na Bíblia é citado dois tipos de batismo, porque nesse versículo diz que há um só batismo? Qual seria o batismo certo? Um batismo é certo e o outro é errado? Talvez você esteja com todas essas dúvidas e muito outras em sua mente, por isso continue lendo esse artigo, no decorrer dele você terá a resposta para todas essas dúvidas.

Primeiramente, vamos falar sobre o batismo nas águas e suas características.

Em nenhum versículo de todo o Antigo Pacto, do livro de Gênesis a Malaquias, você verá a expressão “batismo nas águas”. Em nenhuma parte diz que a salvação vem pelo batismo nas águas.

Então, de onde originou-se o batismo nas águas? Originou-se da tribo dos Essênios, onde João Batista fazia parte dela. Mas porque essa tribo judaica fazia o batismo com água? Eles faziam isso para arrependimento dos pecados.

Lucas 3:3

E ele percorreu toda a circunvizinhança do Jordão, pregando o batismo de arrependimento para remissão de pecados; 

Lembrando que nesse tempo em que João Batista batizava com água, ainda não existia o Novo Pacto, ainda não existia a Nova Aliança que é a Graça de Deus, porque Cristo ainda não tinha cumprido a lei (Cristo cumpriu a lei na cruz do calvário).

Ou seja, João Batista era um judeu e nesse tempo que ele batizava era o tempo da lei, o Antigo Pacto, a Antiga Aliança, que é a Aliança onde o povo vivia de sacrifícios, de obras carnais para se justificar, onde é diferente da Nova Aliança, o Novo Pacto, que é a Aliança onde vivemos por fé, por graça e não mais por obras.

Efésios 2:8,9

8 Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus;

9 não de obras, para que ninguém se glorie.

Veja na imagem abaixo uma explicação para entender melhor sobre onde começa o Novo Pacto:

*Como não tem espaço para colocar todos os livros do AT e NT, foram colocados alguns livros de cada pacto.

 

batismo no Espírito

 

Livro de Mateus, Marcos, Lucas e João: São 4 livros históricos, onde é narrado a passagem de Cristo na terra e o cumprimento da lei, Cristo nos dias de sua carne, ninguém era chamado de cristão, não existiam Igrejas, Jesus era judeu na carne.

Livro de Atos em diante (todos os outros livros depois de Atos): Começo da Nova Aliança, Evangelho da Graça, salvação por fé e não mais por obras, O Cristo ressuscitado e não mais o da carne, onde aqueles que seguiam a Cristo foram chamados pela primeira vez de cristãos, onde surgiram as primeiras Igrejas.

  • Na Bíblia Sagrada a narrativa bíblica está separado de Gênesis a Malaquias como o Antigo Pacto e de Mateus a Apocalipse como o Novo Pacto. Cristo cumpre a lei no decorrer dos 4 primeiros livros (Mateus, Marcos, Lucas e João, mais precisamente no final de cada livro), nesses 4 primeiros livros ainda predominava a lei, o Antigo Pacto (porque a lei ainda não estava cumprida), no livro de Atos começa a Nova Aliança, o Novo Pacto que é a Graça de Deus, a salvação pela fé e não mais por obras, neste livro Cristo já havia cumprido a lei na cruz e ressuscitado.

Como está na imagem acima, a Nova Aliança, o Novo Pacto começa no livro de Atos. Aqui começa a vida pela fé, a salvação por fé e não mais por obras.

Nos livros de Mateus, Marcos, Lucas e João, existia o batismo nas águas para arrependimento, Cristo se batizou para cumprir toda a lei, (cumprir o Antigo Pacto).

Próprio Cristo não tinha pecados, Ele não se batizou para perdão de pecados ou arrependimentos porque Ele mesmo não tinha pecados, Ele se batizou para cumprir a lei, este sacrifício fazia parte de outros sacrifícios que Cristo tinha que fazer para cumprir a lei.

Mateus 3:13,14,15

13 Por esse tempo, dirigiu-se Jesus da Galiléia para o Jordão, a fim de que João o batizasse.
14 Ele, porém, o dissuadia, dizendo: Eu é que preciso ser batizado por ti, e tu vens a mim?
15 Mas Jesus lhe respondeu: Deixa por enquanto, porque, assim, nos convém cumprir toda a justiça. Então, ele o admitiu.

*cumprir toda a justiça = cumprir a lei.

Mateus 5:17
Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas; não vim para revogar, vim para cumprir.

Depois de se batizar nas águas, ficar 40 dias no deserto jejuando e outros sacrifícios até o último deles que é a morte na cruz do calvário, derramando o seu sangue na cruz, Cristo cumpre toda a lei, dando lugar para a Nova Aliança, onde Jesus revela o Novo Pacto, a Graça de Deus, a Paulo (as 14 epístolas paulinas, o Evangelho aos gentios predestinados).

Em Atos em diante, com a lei cumprida por Cristo, começa o Novo Pacto. Na Nova Aliança não é mais válido os sacrifícios judaicos (jejuns, batismo nas águas…), não tem mais valor os rituais judaicos. Aqui começa a salvação pela fé em Cristo.

Veja um exemplo claríssimo em relação a isso: 2 versículos que falam como se dá a salvação, um deles foi escrito antes de Cristo cumprir a lei e o outro foi escrito depois que Cristo cumpriu a lei, foi escrito quando já não existia mais o Antigo Pacto, mas o Novo Pacto:

Espírito Batismo

Quem crer e for batizado será salvo = Antiga Aliança, batismo nas águas (obra da carne)

Porque pela graça sois salvos, mediante a fé = Nova Aliança, batismo no Espírito Santo, quem tem o dom da fé, quem conhece a graça de Deus, já possui o Espírito Santo, ou seja, o batismo no Espírito Santo.

Saiba mais sobre esse versículo no artigo: http://overdadeiroevangelho.com.br/crer-e-for-batizado-sera-salvo/

Por isso está escrito em Efésios 4:5 que existe um só batismo, que é o do Espírito Santo, porque o batismo nas águas fazia parte da lei, era um sacrifício praticado pelos judeus, mais especificamente pela tribo dos Essênios e Cristo o fez justamente para cumprir a lei, para que ninguém mais tivesse que fazer o mesmo.

Efésios 4:5

há um só Senhor, uma só fé, um só batismo;

Só é válido hoje o batismo no Espírito Santo, o batismo nas águas não tem nenhum valor para Deus, o batismo nas águas só molha a carne, é uma obra da carne, e obras carnais não fazem parte da Nova Aliança, do Evangelho da Graça.

Efésios 2:9

9 não de obras, para que ninguém se glorie.

Gálatas 2:16

sabendo, contudo, que o homem não é justificado por obras da lei, e sim mediante a fé em Cristo Jesus, também temos crido em Cristo Jesus, para que fôssemos justificados pela fé em Cristo e não por obras da lei, pois, por obras da lei, ninguém será justificado.

O batismo nas águas faz parte das obras da lei. Quando uma pessoa se batiza nas águas, ela está dizendo de certa forma: “Cristo, você não completou a obra na cruz do calvário, o seu sangue derramado na cruz não tem valor para mim, por isso vou me batizar nas águas, vou fazer essa obra da lei para completar o que o Senhor não completou”.

Não caia no erro “se Cristo se batizou nas águas eu também tenho que me batizar”, Ele se batizou para cumprir a lei, Ele fez isso para que não precisássemos mais nos batizar, para que não precisássemos mais fazer as obras da lei, as obras da carne.

Todos que creem em Cristo e o recebem como seu Senhor e Salvador, já possuem o Espírito Santo, ou seja, o batismo no Espírito Santo, porque ninguém crê em Cristo e em sua palavra e o busca e pratica a sua palavra, se não tiver selado com o Espírito Santo.

1 Coríntios 12:3
Portanto vos quero fazer compreender que ninguém, falando pelo Espírito de Deus, diz: Jesus é anátema! e ninguém pode dizer: Jesus é o Senhor! senão pelo Espírito Santo.

1 Coríntios 2:14

Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.

O homem natural que são as pessoas que não são salvas, não aceitam a palavra de Deus, porque elas não possuem o Espírito Santo em suas vidas. As coisas lá do alto, a palavra de Deus se discerne espiritualmente, ou seja, só quem possui o Espírito Santo (o batismo no Espírito Santo) discerne, entende, a palavra de Deus, nós crentes em Cristo entendemos a palavra de Deus, entendemos que há um só caminho, porque temos batismo no Espírito Santo.

Qualquer dúvida que você tiver, deixe nos comentários abaixo, volte sempre!

Graça e Paz a todos! Toda a glória seja dada a Jesus Cristo.

1 comentário


  1. Os falsos profetas tomaram a vinha do Senhor e querem fazer o que o Senhor deve fazer: Batizar. O homem batiza na água sem autoridade divina, dada somente a João Batista naquela época. Batizar em água é um meio de marcar aquela ovelha como dela, com fins de lucros com dízimo, que não é nem lucro, mas ganho sem investimento. Em atos teve uma discussão sobre qual delas era de quem, umas diziam ser de Apolo, outras de Pedro, outra de Felipe e bla bla bla. “ainda bem que Deus não me enviou a batizar, mas a evangelizar, disse Paulo”. O batismo era um ritual, e como todo, foi abolido, e representa algo, que é o mergulho no entendimento bíblico, pois a palavra é representada pela água. Em Ezequiel fala do nível de profundidade no rio ao profeta, do pé à cabeça, até que cobriu toda cabeça dele. Qual o seu nível?
    O verdadeiro batismo é conhecer a verdade. A água é a palavra e o espírito é o batismo com o Espírito Santo. Nascer da água e do Espírito. Água da vida que nunca terá sede, dada por Cristo.
    Pesquisa um pouco mais na internet e verá que os versículos que falam sobre batizar, como este de mateus 28, foi acrescentado pela igreja católica em roma, a prostituta do apocalipse. Mesmo se Cristo falou isso, foi no sentido espiritual, pois estamos no pacto espiritual, e não se enquadra no entendimento bíblico. Leem de mau grado e não entendem a bíblia, e não percebem o que não se enquadra, e foi acrescentado para forçar o erro. O fato dos apóstolos, alguns mais religiosos, batizarem em água, não dá autoridade, pois esta vem de entender, e parece que eles ainda não tinham entendido. Pedro negou a Cristo, Felipe não sabia o caminho e pediu para ver o Pai. Os apóstolos, apesar se serem testemunhas oculares, eram ainda muito confusos com entendimentos, o único que escapa é Paulo.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *